sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Uma boa Especificação de Requisitos já é meio caminho andado para um projeto com qualidade!


A lógica é bem simples:

Requisitos mal elicitados, excessivas mudanças de escopo e um template mal feito geram uma especificação de requisitos ruim. Com uma especificação de requisitos ruim, o desenvolvimento será feito cheio de buracos e nas "coxas". Com a especificação de requisitos ruim, a equipe de teste irá desenhar casos de teste ruins e que não cobrem todos os requisitos. Ou seja, um efeito dominó, se o trabalho não começar bem feito desde o começo, a equipe de teste não terá como fazer milagre. Esse efeito dominó irá gerar projetos com centenas e até milhares de bugs, diversos ciclos/sprints e um mau humor do cliente na entrega final.

Uma especificação de requisitos bem elaborada, orientada a casos de usos ou exemplos já é um bom começo para mudar tal lógica!

E para você, esta receita é válida?

Abraços!

Obs: A tal "especificação de requisitos" citada por mim é a famosa especificação funcional, também conhecida como detalhamento técnico de requisitos, entre outras denominações!

Um comentário:

  1. Concordo Marião... e conhecemos bem esse cenário, não é mesmo!!! Isso sem mencionar o impacto no custo e no prazo dos projetos!!!
    Abs,
    Furlan

    ResponderExcluir