segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Erros em sites - Carrefour

Fala galera!

Após alguns problemas de saúde volto a escrever no blog!

Semana passada fui efetuar uma compra no site do Carrefour. Após me cadastrar no site e ativar a conta, fui acessá-la, então tive a seguinte surpresa:

ToolBar do Carrefour - BUG!
Percebam os quadrados vermelhos!

No cadastro do site eles pergunta como você gostaria de ser chamado, só que a ToolBar do site não suporta acentuação!

Um erro primário e que passou pelos testes!

Vou mandar um e-mail para eles alertando!

abraços

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Nova versão do CMMI para download

Fala pessoal!

Segue abaixo os link´s para download da versão 1.3 do CMMI, lançada neste mês de novembro!

Os link´s são do site do SEI e o material está em Inglês!

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Ferramentas para Testes

Fala galera,

Estou devendo este post há 4 meses para vocês. Com a correria do dia a dia, ele acabou esquecido dentro do meu caderno...

Em junho tive uma excelente aula com o Profº José Papo, falando sobre as PA´s de engenharia do nível 3 do CMMI (RD, TS, PI, VER, VAL).

Em sua última aula, Papo nos citou diversos exemplos de ferramentas para auxiliar os processos de PI, VER e VAL. São elas:
 
Gestão de teste
Ferramentas de automação de teste
Ferramentas de revisão manual de código
  • Crucible
  • Automated Code Review - Não encontrei o link.
Ferramentas de revisão automática de código
Apesar de nunca ter trabalhado com nenhuma delas efetivamente (apesar de possuir um bom feedback de várias delas), acredito que este post é uma boa dica para quem quer saber mais sobre ferramentas de teste, já que as dicas foram passadas por um especialista em Ferramentas ALM.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Palestra com o consultor Antonio Braga

Na noite do dia 29/09 tive a oportunidade de ter uma palestra "VIP" com o grande Antonio Braga, da Crest Consulting, que esteve na aula do meu MBA falando um pouco sobre o CMMI e a sua nova versão 1.3, que será lançada agora em novembro.

Antonio Braga - Crest Consulting
Em pouco mais de 1 hora, Braga deu um show para todos nós e tirou dúvidas importantíssimas em relação ao modelo. Fiz algumas anotações pertinentes e aproveito para compartilhá-las aqui no blog:


- Braga informou que apesar do lançamento da nova versão do CMMI, as empresas poderão utilizar a versão 1.2 para a realização dos SCAMPI até novembro de 2011.


- Braga contou um causo muito engraçado que aconteceu com ele na China, quando ele esteve por lá para avaliar uma empresa. Esta empresa simplesmente havia “alugado” um projeto com todos os seus envolvidos de uma outra, com a esperança de obter a certificação CMMI. Em determinado momento da avaliação, Braga percebeu que não havia evidências do processo naquela empresa em questão e que os envolvidos estavam completamente perdidos! Após descobrir a tramóia chinesa, Braga soube que o governo chinês paga 70 mil dólares para cada empresa certificada em CMMI. Logicamente que a empresa não foi certificada e o Braga é quase que uma “persona non grata” na China!


- Braga já participou de avaliações em diversos países, além do Brasil: Portugal, EUA, Reino Unido e China.


Por fim, Braga passou o ponto fraco de cada uma das PA´s para os níveis 2 e 3 e a melhor solução para cada um deles:

  • REQM: SP1.4 - A melhor ferramenta para atender esta SP é o Enterprise Architect (EA), que é mais barata que as suas concorrentes da IBM e da Borland, além de ser mais completa.
  • PP: SP1.4 - A melhor técnica de estimativa é o FPA (Ponto de função).
             SP2.4 - Prever recursos materiais, além do humano.
  • PMC: SP1.1 - Utilizar os 3 pilares para monitorar: Esforço, custo e prazo.
  • MA: SP1.1 - Associar o indicador com o objetivo da organizaçã.
              SP1.2 - Especificar as medições.

Braga afirma que deve-se estabelecer e manter estes pontos ao menos 1 vez por ano.

  • CM: SP3.2 - Auditar as baselines criadas (organizacionais). Verificar se os produtos de trabalho estão com as versões corretas de acordo com o baseline organizacional.
  • SAM: SP2.2 - Monitorar a forma que o fornecedor desenvolve o produto.
  • OPF: SP3.4 - Além de gerar, também analisar as lições aprendidas e verificar se estas podem ser implementadas no projeto.
  • OPD: SP1.6 - Não havia na versão 1.1 do CMMI. Definir o padrão dos equipamentos de trabalho (ambiente padrão para a empresa.
  • OT: SP1.1 - Estabelecer uma estratégia para o treinamento, para a empresa não perder dinheiro. Criar um plano tático de treinamento para 5 anos.
              SP2.3 - Análise do retorno do treinamento. Entre o intervalo de 3 a 6 meses após ele ser aplicado, é possível verificar a eficácia do treinamento.

  • DAR: SP1.1 - Formalizar as decisões tomadas.

Ao final da palestra, Braga respondeu a seguinte dúvida de um colega de classe:


“A minha empresa não tem processo, o que fazer primeiro? Começar a escrevê-los ou chamar uma consultoria primeiro?”


Segundo Braga, os seguintes passos devem ser realizados, em conjunto com um consultor:


- Definir uma pessoa para fazer parte do grupo de EPG da empresa e começar a definição dos processos. Esta pessoa deverá ser a com mais conhecimento na empresa;

- Definir as áreas de PP e PMC;

- Definir a área de PPQA

- Definir a área de REQM.

Ao final da palestra, em pouco mais de 1 hora, Braga deixou uma imagem positiva para toda a sala, além destas grandes dicas e observações!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Boletim Teste News

Percebi que não havia disponibilizado os últimos boletins aqui no blog!

Acesse o link: http://www.testsoft.com.br/Home/24/TesteNews

e baixe as edições 6 e 7!

abraços

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Encontro de Outubro - ALATS/SP

Ontem estive presente no encontro de Outubro realizado pela ALATS, na Torre Norte do WTC, no auditório da Microsoft.

Este foi o primeiro encontro realizado pela nova diretoria da associação, dirigida pelo Edson Guimarães.

O encontro que teve as suas inscrições esgotadas, teve uma abstenção muito grande, talvez motivada pelo trânsito em São Paulo.

O encontro começou com a apresentação do Edson, que falou um pouco de como será o trabalho da nova diretoria e anunciou as suas expectativas para os futuros encontros.

Edson Guimarães (ALATS) abre o evento

A primeira palestra da noite foi por conta do pessoal da empresa Freeddom, representada pelo Carlos e pela Aline

Aline e a apresentação da Freeddom.
O tema da palestra foi "Testes ágeis na prática", mas sem entrar na questão da metodologia ágil de desenvolvimento. O principal case da Freeddom é o "Oi pago" e eles atuam no segmento de pagamentos pelo celular.

Carlos citou que a maior base de conhecimento da Freeddom é a equipe de testes, pois além de conhecer o sistema, eles também detêm a regra de negócio.

A apresentação exibiu algumas fotos da infraestrutura da empresa, inclusive demonstrando como é feito o "pareamento", quando o desenvolvedor está junto ao tester na frente do micro.

Após o intervalo para o café, foi a vez da palestra com o José Papo, meu professor do MBA e novo contratado pela Microsoft para trabalhar com o Visual Studio 2010.

José Papo e o Visual Studio 2010.


O tema da palestra foi desmistificar o "O fim do "mas na minha máquina funciona" - Melhorando a colaboração na equipe", apresentando o novo Visual Studio 2010.

Papo começou a palestra apresentando alguns slides sobre o Visual Studio e exibindo algumas particularidades.

Papo também recomendou 2 interessantes livros:

- Os segredos da Microsoft, lançado em 1996 e que mostra todo o negócio da Microsoft, inclusive que eles já utilizavam desenvolvimento ágil desde aquela época. Este livro já está esgotado e pode ser encontrado em sebos.

- Show Stopper, que aborda a construção do Windows NT e que contém algumas curiosidades. Este livro ainda não foi traduzido para o português.

Segundo Papo, a versão 2010 da ferramenta da Microsoft foca a qualidade no processo de desenvolvimento, diferente das versões 2005 e 2008, que abordavam a construção.

Após mais alguns slides, tivemos uma apresentação da ferramenta, com direito a execução de um teste manual e logo depois sendo facilmente automatizado pela ferramenta. Pelo o que vi, a ferramenta tem tudo para ser a líder no mercado de ALM (Ferramentas de gerenciamento do ciclo de vida de aplicações).

O evento terminou com algumas dúvidas da platéia sobre a ferramenta e com a promessa feita pelo Edson, que no mês que vem teremos um novo encontro.

Aguardaremos!

abraços

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Nova versão do CMMI já está no forno!

O SEI lançou um espaço exclusivo em seu site com as informações a respeito da nova versão 1.3 do CMMI.

Segundo o SEI, a nova versão será lançada no dia 1º de novembro.
 
Para acompanhar as últimas novidades sobre a nova versão do modelo, acesse o link: CMMI Information Center - http://www.sei.cmu.edu/cmmi/tools/cmmiv1-3/

Amanhã traremos a cobertura do encontro de outubro da ALATS!

abraços 

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Estamos no Twitter!

Agora o Zarro Boogs found faz parte do Twitter!

http://www.twitter.com/blogzarroboogs

Através do Twitter iremos divulgar as atualizações do blog, notícias sobre a área e vagas de emprego!

Siga-nos!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Encontro Mensal ALATS - 19 de Outubro

Após alguns meses sem eventos para a Capital, a diretoria regional da ALATS de São Paulo volta a organizar um evento para a comunidade dos testadores.

No dia 19 de outubro teremos o encontro de Outubro da ALATS, que será realizado na Microsoft. O evento irá começar às 18h30 e irá até às 21 hrs.

Segue o cronograma do evento:

Testes em Metodologias Ágeis

18:30 as 19:00 - Credenciamento
19:00 as 19:10 - Abertura - Edson Guimarães (Diretor Regional da ALATS em SP)
19:10 as 19:50 -
Case Freeddom - Carlos Leite
19:50 as 20:20 - Coffee
20:20 as 21:00 -
O fim do "Mas na minha maquina funciona!" - Melhorando a colaboração e a produtividade de testers e desenvolvedores. - Jose Papo (Microsoft)

As inscrições estão encerradas e o Zarro Boogs irá trazer os destaques do evento!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Teste do Macaco


Desde que criei este blog em 2009, estou querendo fazer este post, mas a falta de tempo e o esquecimento não me deixaram.

Muitas pessoas sequer imaginam o que seja o tal "Teste do Macaco". Ouvi este termo pela primeira vez em 2008, em um treinamento ministrado pelo Adalberto Batista do CTI (Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer - http://www.cti.gov.br/).

Quando Adalberto se referiu ao "Teste do Macaco" pela primeira vez no treinamento, todos foram as gargalhadas. Um termo novo e estranho e que com certeza muitos imaginaram macacos como os que aparecem em "Os Simpsons", sentados nas baias, testando o software da empresa.

Apesar de não ser facilmente encontrado na literatura da Qualidade de Software, o Teste do Macaco é amplamente utilizado e importante para o Teste de Software.

Com certeza todos os testadores já utilizaram de tal técnica, mesmo que não saibam que este é o seu nome. Quem ao verificar os limites de um novo campo em um sistema nunca digitou de forma desordenada vários números e caracteres? Este é o grande segredo da técnica.

Em 2009, ao realizar um teste "alfa" (Teste realizado ao final do desenvolvimento, sem a utilização de planilhas e ou ferramentas) em um sistema desenvolvido em VB 6, o programador me garantiu que todas as validações de campos estavam OK. Um campo que recebia um código específico estava limitado para 6 caracteres e caso eu os digitasse de maneira pausada, ao digitar o 7º caractere, o sistema não o aceitava. Neste momento resolvi aplicar a técnica e ao digitar de forma rápida e desordenada diversos caracteres numéricos, não é que o campo aceitou tudo que foi digitado e passando do limite de 6 caracteres? Ao clicar em salvar, o sistema "capotou", pois o banco de dados esperava um valor de até 6 caracteres para aquele campo.

Atualmente, utilizo a técnica do Teste do Macaco na minha primeira navegação pelo sistema, logo no início da fase de testes. Com certeza algum campo novo ou alterado do sistema não foi desenvolvido conforme o esperado e/ou não possuí limitação de caracteres. Aí parceiro, é Bug na certa!

Bom, segue abaixo alguns poucos links sobre o assunto, que como eu disse acima, é pouco citado:

- http://giseli.wordpress.com/2008/02/03/teste-do-macaco/
- http://nerdson.com/blog/testem-macacos-testem/
- http://en.wikipedia.org/wiki/Monkey_test

Abraços!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

3ª Conferência da Qualidade de Software

Excelente oportunidade para o pessoal da área da Qualidade:


Data: 30 de setembro e 01 de outubro de 2010
Horário: das 8:30 às 18:30 hs

Investimento:

- Participação nos 2 dias: R$ 250,00 por pessoa
- Participação em somente 1 dia: R$ 170,00 por pessoa

Descontos para 2 ou mais inscrições da mesma empresa:
- Participação nos 2 dias: R$ 220,00 por pessoa
- Participação em somente 1 dia: R$ 150,00 por pessoa

Inscrições e informações:

comunicados@asrconsultoria.com.br
contatos.asrconsutoria@gmail.com
Tel. (11) 2629-0610


Programação:


terça-feira, 21 de setembro de 2010

Erros em sites!

Fala galera, estou voltando a atualizar o blog após um tempo de inércia....

Peço autorização ao ilustre Elias Nogueira, para copiar o seu famoso "Série Erros em Sites Web".

Tenho encontrado muitos "bugs" em alguns sites e vou começar a reportá-los aqui para vocês!

Para começar a série aqui no Zarro Boogs, que tal comprarmos um Notebook pela bagatela de R$ 81.999,99?

Vamos simular o bug:

1. Acesse o site: http://www.portalgenial.com;
2. No menu à esquerda, clique em Informática;
3. Selecione Notebooks;
4. E na combo Mostrar, selecione o fabricante Itautec.

Lá está, um notebook W7410, que custa no máximo uns R$ 2.000,00 nas lojas, por um preço mais que especial!

Vejam a evidência do Bug abaixo:



O melhor é que o frete é Grátis e o produto pode ser parcelado em 12 vezes de R$ 8.656,11!!!

Comuniquei o site através do "Fale Conosco", vamos verificar durante a semana para ver se o bug foi corrigido!

abraços!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Falta de atualizações do Blog

Fala galera,

Estou devendo atualizações mais frequentes ao blog.

Hoje eu completo 1 mês em uma nova empresa na área de Qualidade de Sofwtare. Após quase 3 anos trabalhando na Itautec, resolvi voltar para o mercado e ganhar mais experiência. Com certeza não me arrependo da decisão e nunca deixei de me empenhar no antigo emprego. Tanto que 2 dias antes da minha saída, fui entrevistado no SCAMPI A do CMMI, onde ajudei a Itautec a obter o atestado do nível 3 do CMMI.

Vou tentar voltar a escrever no mínimo semanalmente aqui no Blog!

abraços!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Participação no SCAMPI Classe A do CMMI

Fala pessoal!

Terça passada eu participei da fase final para a obtenção da certificação nível 3 do CMMI. Para quem nunca participou, o que os vídeos da ISD mostram é aquilo que realmente ocorre.

Estive representando 2 projetos da empresa e somente respondi o necesário sobre cada um deles.

Sexta passada saiu o resultado e a empresa agora é Nível 3 do CMMI.

sábado, 26 de junho de 2010

CMMI - Todas as empresas já certificadas

Para quem tiver o interesse em pesquisar todas as empresas do mundo que já obtiveram a certificação CMMI, eu recomendo acessar o link oficial do SEI, onde será possível filtrar as empresas pelo ano da certificação, nível de maturidade e a versão do CMMI.

Acessem o link: http://sas.sei.cmu.edu/pars/pars.aspx

domingo, 20 de junho de 2010

SCAMPI - Avaliação CMMI nas empresas

Atualmente estou participando do processo de certificação do nível 3 na minha empresa. Faço parte do time que será entrevistado para as áreas de processo de Verificação e Validação. Após algumas entrevistas prévias (SCAMPI C e B), chegamos a entrevista final para a verificação se a empresa está ou não aderente a todos os processos do nível 3 do CMMI.
 
Recebi estes 2 vídeos da empresa avaliadora ISD, onde eles mostram a simulação das entrevistas do SCAMPI do CMMI.
 
Para quem nunca participou deste processo, é muito interessante verificar como o processo ocorre:


Entrevista com o Gerente de Projetos:




Entrevista com a Equipe:


Impressões do Brateste 2010

Fala Pessoal!
Infelizmente não pude estar em todo o Brateste da mesma forma que estive no CInTeQ em março. Devido a alguns problemas na empresa, só pude acompanhar 2 palestras do dia 16/06.
Consegui chegar no finzinho do coffee-break e visitei alguns stands, destacando entre eles o da HDI, que levou o robô de testes para o evento, o da Prime exibindo todo o processo de Integração Contínua, além dos stands da iTeste e Iterasys com os seus materiais sobre a formação e certificação em Teste de Software.
A 1ª palestra que assisti foi da dupla Aderson Bastos e Edson da Silva Guimarães, falando sobre a Freddom e os Testes Ágeis. Gostaria de agradecer mais uma vez ao Aderson pela a oportunidade de ir ao evento.
A palestra seguinte foi do meu professor do MBA, José Papo. Papo falou sobre " O papel e o perfil dos testers em projetos Ágeis" e como sempre falou muito bem sobre o fracassado modelo cascata que ainda é utilizado em grande parte das empresas nacionais de desenvolvimento de software.
Papo falou sobre algumas ferramentas e a sua palestra foi bem acompanhada por todos.
Percebi que o evento foi menos procurado do que o CInTeQ, mas também esteve muito bem organizado e com mais empresas divulgando os seus produtos. A escolha pelo Hotel Renaissance foi excelente, já que está localizado ao lado da Avenida Paulista e da Linha Verde do Metrô. Foi uma pena não ter podido acompanhar o evento 100%, mas espero estar lá no próximo ano.
Segue uma foto da apresentação do José Papo (Qualidade ruim, culpa do celular):




quarta-feira, 9 de junho de 2010

Brateste 2010

Quarta-feira quem vem começará o 3º Seminário Brasileiro de Teste de Software (BRATESTE), que ocorrerá no Hotel Renaissance, na Alameda Santos, 2233, em São Paulo.

Ainda restam vagas para a inscrição, através do site oficial: http://www.alats.org.br/Default.aspx?tabid=232

Provavelmente o Zarro Boogs found estará por lá e trarei a cobertura do evento aqui, da mesma forma de como ocorreu no CInTeQ.

terça-feira, 1 de junho de 2010

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Advanced Syllabus em Português

Conforme havia sido noticiado pelo Osmar Higashi da BSTQB durante o CInTeQ, o Syllabus em sua versão avançada teve a sua tradução finalizada e está disponível para download.

Em breve a prova do CTAL deverá estar disponível no site da BSTQB.

Clique aqui para fazer o download do Syllabus.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Compactando uma máquina virtual no Virtual PC 2007

Eu já havia trazido até o blog um post sobre virtualização em ambiente de testes e comentei que utilizo o Virtual PC 2007 da Microsoft atualmente.

Um grande problema das VM´s é o tamanho do seu HD virtual (.vhd), que está sempre em constante crescimento, e mesmo que alguns programas sejam desinstalados e alguns arquivos sejam removidos, este espaço "deletado" não é reconhecido e a máquina vai ficando cada vez mais "inchada".

Segue a dica tirada do Blog do Davi Generoso por um amigo meu:


Para reduzir o tamanho (compactar) das máquinas vituais efetue os seguintes passos:
1 - Desfragmentar o disco rígido da VM;
2 - Montar o "Virtual Disk Precompactor.iso" disponível na pasta de additions do Virtual PC para preparar a VM para a compactação. Para quem não sabe como fazer, com a VM carregada no Menu superior em "CD -> Capture ISO Image...", localize a pasta de instalação do Virtual PC, que no meu caso é (C:\Program Files\Microsoft Virtual PC\) e dentro dela achará o "Virtual Machine Additions".
3 - Executar o Virtual Disk Wizard no console do Virtual PC e selecionar a opção "Edit an existing virtual disk (localize o arquivo vhd de sua VM) e depois Compact it".
Obs.: O Virtual Machine cria um arquivo separado com a nova VM para só no final do processo substituir a VM original pela compactada. Desta forma, é necessário ter espaço em disco disponível para evetuar este processo.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Boletim TesteNews - 5ª edição

Saiu a 5ª edição do Boletim TesteNews, para baixá-lo, clique aqui: 5ª edição

Se você perdeu as demais edições, veja como consegui-los aqui: Boletim TesteNews

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Recomendação de Blog

Gostaria de convidar todos a conhecerem o José Papo Weblog, excelente blog sobre Engenharia de Software que é mantido pelo Profº José Papo.

Tive a 1ª aula com ele nesta semana e gostei demais da sua matéria, abordando as PA´s de engenharia do nível 3 do CMMI.

Vale a visita!

http://josepaulopapo.blogspot.com/

abraços

domingo, 9 de maio de 2010

CBTS - Faltam 20 dias!

Mais uma vez não conseguirei prestar a prova do CBTS, novamente não consegui tempo para estudar, além da falta de $$$.

Encontrei um blog com dicas valiosas para o exame, além de vários simulados!

Acabei de realizar o simulado com 10 questões que deveria ser respondido em 18 minutos e consegui 90% de acertos em apenas 5 minutos de exame!

Para quem quiser colher algumas dicas e aproveitar para realizar o simulado, acesse o enedereço:

http://www.qualidade-de-software.blogspot.com/#cbts

Boa sorte a quem for prestar o exame!

ComQualidade - Fundação Vanzolini

Fala galera,

Fiquei devendo novas atualizações no blog nas últimas semanas, mas agora vou voltar com tudo. Segue a dica:


Realizado pelo ITS e pela Fundação Vanzolini, o programa ComQualidade, no dia 19/5, discutirá a importância da melhoria na qualidade dos softwares brasileiros frente à globalização da economia.

O Instituto de Tecnologia de Software (ITS), em parceria com a Fundação Vanzolini, realizará, no dia 19 de maio, quarta-feira, a apresentação do programa ComQualidade, com o objetivo de disseminar, entre os empresários e a população em geral, a importância da melhoria na qualidade dos softwares brasileiros frente à globalização da economia.

O Prof. Dr. Mauro Spinola ministrará a palestra "Sua Empresa Sobrevive sem Qualidade?". Em seguida serão apresentadas alternativas de financiamento para a implementação do MPSbr.

O evento será realizado das 17h30 às 19h, na Fundação Vanzolini – Av. Paulista, 967 - 8º andar – sala 802.

Faça sua inscrição pelo e-mail: its@its.org.br

Mais informações:
Marilene Vasconcelos – marilene@its.org.br
Fernanda Ramos – fernanda.ramos@its.org.br
Tel. (11) 2165-1321

Link: http://www.vanzolini.org.br/noticias.asp?cod_site=0&id_noticia=163 

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Boletim TesteNews - 4ª edição

Saiu a 4ª edição do Boletim TesteNews, para baixá-lo, clique aqui: 4ª edição

Se você perdeu as demais edições, veja como consegui-los aqui: Boletim TesteNews

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Causos da Homologação

Vou encerrar a semana com mais um causo da homologação!

Em um módulo desenvolvido aqui na empresa, estava ocorrendo GPF sempre que o usuário acessasse um dado cadastrado e logo depois clicasse sobre alguma opção na barra de ferramentas.

Bug reportado e com a seguinte correção por parte do desenvolvimento:

Ao acessar o dado, a barra de ferramentas era desabilitada automaticamente, e o usuário não podia acessar nenhum opção dela, ou seja, nada de dar pau né.....

Mas não foi só isso, caso o usuário voltasse a tela de cadastro (tela inicial), a tal barra de ferramentas continuava desabilitada, coisa que não ocorre quando você abre o módulo....

Bom, sem comentários!

abraços e bom final de semana!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Virtualização em Ambiente de Testes

Vou falar sobre um assunto que ainda não possui muitas referências na Web e que poucos profissionais utilizam.
Não vou entrar muito no detalhe de o quê é Máquina Virtual (Virtual Machine), mas vou sugerir dois link´s interessantes:
Tive o meu primeiro contato com esse conceito em 2006, mas somente quando comecei a trabalhar na área de testes em 2007, que percebi a importância desta ferramenta.
Quero entrar em um ponto interessante, que é a Virtualização em Ambiente de Testes, mostrando como eu e meus colegas utilizamos essa ferramenta em nosso dia-a-dia:
A aplicação que é desenvolvida na empresa onde trabalho necessita estar mapeada em um drive F: para ser executada. Portando, ela pode estar originalmente localizada em qualquer disco ou pasta do micro. Antes de utilizar as VM´s (Virtual Machines), era utilizado o conceito de pastas, sendo que cada versão do software possuía a sua pasta e caso fosse necessário voltar uma versão, era necessário renomear estas pastas. Utilizando este conceito, você não conseguia testar 2 versões diferentes paralelamente, além de ficar restrito a executar os testes no ambiente de um único cliente.
Com a adoção da Máquina Virtual, utilizamos uma máquina "modelo" instalada somente com o Windows 2003 Server e atualizada com o último SP e Antivírus coorporativo e adicionamos um hd virtual a ela, com o sistema desenvolvido pela empresa e que precisa ser testado. Conseguimos colocar até 2 hd´s virtuais junto à máquina "Modelo" com o Sistema Operacional, ou seja, conseguimos testar 2 versões em paralelo, que poderia ser de 2 clientes diferentes ou de apenas um cliente, mas sendo versões diferentes do sistema.
Uma outra facilidade é a possibilidade de ter 2 ou 3 ambientes no ar ao mesmo tempo, podendo testar mais de um cliente por servidor. O que antes era feito com o auxílio de 5 ou 6 servidores para o mesmo número de testadores, agora conseguimos fazer com 2 servidores, cada um com 3 máquinas!
Utilizamos a ferramenta VirtualPC, da Microsoft, apesar que já utilizamos a VMWare e estamos iniciando os testes com o VirtualBox, da Sun.
Um outro ponto interessante, é a possibilidade de enviar um ambiente montado e pronto para o uso para as Fábricas de Testes, evitando assim que o ambiente seja montado por eles da maneira diferente de como ele é em nosso laboratório. Esse ambiente é enviado via DVD e basta ao Analista da Fábrica copiá-lo para o Servidor de Testes e colocá-lo no ar. Redução de tempo gasto na montagem do ambiente por parte da Fábrica, além da redução do tempo de suporte que perdíamos, ajudando este analista a montar um ambiente do zero.
Atualmente não nos vemos mais sem a utilização das máquinas virtuais, pois ela contribui e muito para o nosso dia-a-dia.
Se alguém tiver mais informações interessantes sobre o tema, postem nos comentários!
abraços!

sexta-feira, 26 de março de 2010

SINDPD está defendendo quem fere o Código Eleitoral

Amigos,

Foi com muita revolta que me deparei com a aseguinte notícia agora a tarde:

Sindicato organiza "vaquinha" para pagar multa de Lula

Isto é uma coisa absurda, totalmente fora de nexo. Como é que o SINDPD se dispõe a querer organizar uma "vaquinha", para defender um político tão nefasto como o nosso Preidente?

Para quem tem memória curta e não se lembra, Lula tem apoiado constantemente as loucuras de Hugo Chávez, que nesta semana prendeu o presidente da emissora de televisão oposicionista venezuelana Globovisión, Guillermo Zuloaga (notícia). Lula nada fez quando Evo Morales expulsou a Petrobras e a Odebrechet da Bolívia. Lula nada continou fazendo contra Rafael Correa do Equador e contra Fernando Lugo do Paraguai, que aumentou a taxa referente a luz vinda de Itaipú, a ser paga por nós ao governo paraguaio, mesmo estes não tendo entrado com nenhum centavo para a construção da hidrelétrica.

Lula, o mesmo que se orgulha de nunca ter estudado, de ser analfabeto e de ser mais esperto que todos. O mesmo que amputou o mindinho para nunca mais trabalhar. O mesmo que tem uma aposentadoria de R$ 5.000,00 pelo INSS!

Para quem também se esqueceu, alguns "companheiros" do Presidente lançaram recentemente o PNDH (Plano Nacional de Direitos Humanos), onde está claramente escrito que as invasões de terra por parte dos companheiros do MST devem continuar a torto e direito, já que o dono da propriedade deverá tentar um acordo com os invasores antes de conseguir a sua reintegração de posse. Direitos Humanos que deixam em aberto a possibilidade de o governo poder CENSURAR qualquer meio de imprensa no País! Notícia

Voltando ao foco do post, o que é que o SINDPD já fez por nós, profissionais de TI? Por mim nunca fizeram nada, a não ser levarem o meu dinheiro todos os anos, quando existe a contribuição sindical. Por sorte eu sempre faço uma doação de 10 reais e não deixo este Sindicato levar um único dia de serviço meu!

Proponho para todos os profissionais de TI, que em 2011, doem R$ 0,01 (um centavo) a este sindicato! Esta será a melhor resposta nossa a eles!

Não querem defender pessoas sórdidas? Então que defendam, mas sem o nosso dinheiro!

Quem quiser aproveitar e escrever um e-mail a eles, aproveite a oportunidade: sindpd@sindpd.org.br

Mas lembrem-se: Sem ofensas, palavras de baixo calão e ameaças.

Somos profissionais formados, instruídos e com educação, diferentemente dos políticos deste país, que não possuem uma formação sequer e se orgulham disto!

Profissionais de TI do Brasil, UNI-VOS!

abraços!

quinta-feira, 25 de março de 2010

CInTeQ 2010 - Último dia (Parte 3)

Dando prosseguimento a cobertura!

A 5ª palestra do dia foi com o canadense Naysawn Naderi, da Microsoft, que falou um pouco sobre o dia a dia de um testador com a solução Microsoft e nos apresentou em primeira mão o novo Microsoft Visual Studio Test Professional 2010!

No ínicio de sua apresentação, Naysawn lembrou que o Excel é a primeira ferramenta de testes da maior parte das empresas, já que toda empresa inicia a sua área de testes com a planilha eletrônica da Microsoft.

Naysawn citou também que 70% dos testes ocorrem de forma manual e somente 30% deles são automatizados.

A palestra partiu então para a exibição da nova ferramenta, com o poderoso Microsoft Testing Center, que alia BugTracking, Gerador de casos de teste e automatizador de testes, com direito a testes de regressão, além dos inúmeros relatórios.

Achei a ferramenta muito interessante e pelo visto a Microsoft entra neste mercado para bater de frente com as grandes, HP, IBM e Borland.

Ao final da palestra, troquei uma idéia com o Naysawn e ele me confirmou que a ferramenta testa qualquer aplicação que esteja rodando web (em browser), independente da sua linguagem, arquitetura ou plataforma.

O novo "brinquedinho" irá custar 1.500 dólares por licença e sairá agora em abril.

Microsoft Testing Center

Não, não é o Marcos Mion, mas sim Naysawn Naderi!

A 6ª  penúltima palestra do dia foi com Antonio Coutinho, do Santander. Coutinho falou sobre a "Gestão de Conhecimento de Teste"  e aproveitou para falar da situação atual do banco.

A área de testes do Santander trabalha junto com uma Fábrica de Testes, que recebe o seu pagamento através da quantidade de número de casos de teste executados, sejam eles falhos ou não.

Coutinho colocou uma frase muito interessante, proferida por Abraham Lincoln: "Se eu tenho 5 dias para derrubar uma floresta, então vou passar 2 dias afiando o machado". Ou seja, muito a ver com a nossa realidade em relação a planejar o que deve ser executado.

O principal momento da palestra, foi quando Coutinho exibiu os programas de desenvolvimento das pessoas, que é executado pelo banco, onde pude listar os seguintes tópicos:
  • Formação de líderes;
  • Foco no empreendedorismo;
  • Parceria para ações comunitárias;
  • Plano de capacitação e certificação;
  • 70% da equipe é certificada CTFL/BSTQB, custeado pelo banco;
  • Todo projeto finalizado ganha um quadro na parede do escritório, com a foto da equipe participante e a assinatura de todos os envolvidos. Isso ajuda a valorizar os funcionários!
  • Em 2009, mais de 1.400 projetos foram finalizados!
  • E a meta para 2010 é crescer em dobro na pesquisa de clima organizacional.
Por fim, Coutinho afirmou:

"Não basta ferramentas e processo maduro, é necessário antes de mais nada investir em PESSOAS".

Com certeza a palestra terminou muito bem, pois Coutinho bateu na tecla correta e parece que o clima no banco é fantástico para os funcionários. Seria interessante que as empresas de TI do Brasil adotassem programas parecidos, já que a rotatividade na nossa área é muito grande!

Palestra de Antonio Coutinho

Antonio Coutinho

Por fim, para nos despedirmos do CInTeQ 2010, tivemos a excelente palestra com Dorothy Graham. Doroty falou sobre "Ilusões Cognitivas no Desenvolvimento e Teste" que não teve um foco específico em software, mas sim na nossa área como um todo.

Dorothy falou sobre diversos casos de ilusão de ótica, e muitos exemplos fora da nossa área, mas que foram aproveitados.

Segundo ela, "Você não pode controlar aquilo que não consegue medir" e isso é a mais pura verdade.

Próximo do fim, ela falou sobre culpa, sobre as rixas entre testers e desenvolvedores e citou algo muito legal:

"Culpar é mais fácil do que perdoar"

E para fechar, a frase que resume tudo:

"Não acredite em tudo que você pensa!"

Dorothy Graham

E assim chegamos ao fim do 1º CInTeQ, com a confirmação que nos dias 28 e 29 de março de 2011, teremos o evento novamente! Tivemos uma audiência média entre 190 a 200 pessoas nestes 2 dias e foi muito proveitoso.

Eu que banquei o Congresso 100% do meu bolso, gostei demais e acredito ter aproveitado ao máximo, mesmo quando a palestra não tinha nada a ver com a minha área.

Coloquei aqui para vocês um resumão daquilo que eu anotei e que me marcou nestes 2 dias.

Quem quiser dar uma lida em opiniões mais técnicas, visite os seguintes blogs:
  • QualidadeBR - O nosso amigo Fabrício está matando a pau na cobertura!
  • Testavo - Cobertura total e muito boa!
Recomendo a visita aos dois blogs, a cobertura está excelente!

E eu me despeço informando que trarei mais um post durante esta semana, com mais fotos e alguns vídeos do CInTeQ 2010! Além de comentários fora do tema do congresso!

Obrigado a todos pela visita!

Abraços e até o CInTeQ 2011!

Palestras Gratuitas na Impacta!

Fala galera, beleza?

Antes de concluir o assunto CInTeQ 2010 (ainda estou devendo a última parte do 2º dia), vim aqui recomendar para vocês algumas palestras gratuitas na Impacta!

Para quem estiver interessado, clique aqui para acessar as palestras disponíveis para inscrição.
Já me inscrevi na palestra sobre "Virtualização, Presente e Futuro", que acontecerá no dia 15 de maio (sábado), das 10 as 13 horas.

Recomendo essa palestra, pois este assunto ainda não está bem difundido no mercado!

Estou finalizando um post sobre "Virtualização em Ambiente de testes" e prometo postá-lo assim que eu terminar a cobertura sobre o CInTeQ 2010!

abraços!

quarta-feira, 24 de março de 2010

CInTeQ 2010 - Último dia (Parte 2)

Vamos dar continuidade ao resumão do CInTeQ 2010!


A 4ª palestra do dia foi com um dos palestrantes mais aguardados: Erick van Veenendaal.O holandês conhecido pelos livros que escreveu e por ser diretor do TMMi, fez uma boa palestra a respeito de TMMi.

Erick colocou as seguintes Habilidades Pessoais necessárias para um profissional:

  • Conhecimento de Teste (Princípios de teste, ferramentas);
  • Conhecimento de TI (Desenvolvimento);
  • Conhecimento de domínio (Negócios);
  • "Soft Skills" (Comunicação)
Erick explicou as raízes do TMMi, oriundas do CMMI, ISTQB, TMM, IEEE e TPI. A versão atual do modelo é a 2.0, lançada em junho do ano passado.

Tal como o CMMI, o TMMi possui área de processos por nível e está dividido em 5 níveis. Algumas das PA´s:

  • Nível 2: Gerenciado
    • Política de Teste
    • Planejamento de Teste
    • Monitoramento e Controle de Teste
    • Design e Execução

  • Nível 3: Integração
    • Organização do Teste
    • Programa de Treinamento de Teste
    • Ciclo de Vida e Integração
    • Teste não funcional
    • Revisão em pares
Próximo do fim, Erick citou alguns pontos do Manifesto da Melhoria de Teste:
  • Flexibilidade "over" processo detalhado;
  • Boas práticas "over" templates;
  • Revisões;
  • Direção de negócios;
  • Orientação de desenvolvimento
Tirei diversas fotos dos slides e trarei em um tópico especial para vocês. A palestra foi muito proveitosa e me tirou grandes dúvidas sobre o modelo, inclusive o Erick deixou claro que tentar implementar o TMMi em uma empresa que não possui CMMI, é uma tarefa árdua e altamente complicada!

Palestra de Erick van Veenendaal

Palestra de Erick van Veenendaal
  
Bom, amanhã teremos mais!

terça-feira, 23 de março de 2010

CInTeQ 2010 - Último dia (Parte 1)

E lá estivemos nós novamente no CInTeQ 2010! Devido ao trânsito infernal desta cidade, acabei chegando com 15 minutos de atraso e perdi o começo da palestra do Mauro Spínola, que falou sobre "Qualidade e Produtividade em Sistemas e Software: Um desafio brasileiro".
Durante a palestra, Mauro citou que a IBM é a empresa que mais contribuiu para a qualidade de software no Brasil. Ele também falou um pouco sobre gestão de projeto e de operações.

Ao entrar no assunto Produtividade, Mauro lembrou a época que trabalhou na Philco, onde a produtividade era medida em televisores fabricados e vendidos. Para ele, é possível obter uma maior produtividade através de 5 pontos:
  • Arquitetura definida;
  • Processo definido;
  • Padrões definidos;
  • Ferrramentas, automação;
  • Reuso.
Mauro nos contou  sobre uma frase dita por um presidente de uma empresa de software que está no nível 5 do CMMI: "Processo acima dos funcionários".

Mauro falou também sobre a qualidade de produto e de processo, além de citar os modelos CMMI e MPS.BR e mostrar um pouco dos seus resultados em empresas nacionais.

Gostei das colocações referente as "pessoas":

- Temos empregos, mas não temos profissionais suficientes;
- Uma alfaiataria é diferente de uma fábrica de ternos. Não dá para você colocar um alfaiate (estudante recém-formado) para gerenciar a fábrica de ternos (fábrica de software);

Para resolver isto, falta uma formação básica melhor, além de uma pesquisa aplicada nas universidades.

As empresas devem se manter atualizadas e com processos maduros.

E os profissionais devem buscar um preparo global constante.

Acredito que a palestra foi muito interessante e abriu a cabeça de muitos profissionais!

Mauro Spínola e a qualidade e produtividade como desafio nacional

A segunda palestra do dia foi com a Neli Duarte, que falou sobre Teste Mirror, "Uma estratégia de teste utilizando Scrum para Projeto Terceirizado".

Neli falou a respeito de um projeto onde foi utilizada tal estratégia e citou diversos papéis e termos do Scrum. Como essa não é a minha realidade e também possuo apenas conhecimento teórico, acabei não aproveitando a palestra, que acabou soando como "grego" aos meus ouvidos...

Neli, Teste Mirror e o Scrum

A 3ª palestra do dia foi com o Adalberto Crespo, do CTI, de Campinas-SP. Conheço o Adalberto desde 2008, quando ele juntamente com o Miguel Argolo, esteve na minha empresa para um curso de teste, logo após iniciarmos a implementação do nível 3 do CMMI.

Adalberto falou sobre o "Teste de Software no Contexto do Software Público Brasileiro". O SPB (Software público brasileiro) possui código aberto, com mais de 65 mil instituições cadastradas no projeto e 40 soluções de TI prontas para uso.

Tudo isto pode ser conferido no Projeto "5CQualiBR", que pode ser encontrado no site do CTI. Ele possui 6 vetores, sendo que um deles é sobre Teste de Software. É possível encontrar guias e documentos sobre o processo.

Adalberto nos informou que no futuro, o site terá as seguintes novidades:
  • Tutoriais especificos sobre testes (funcionais, de desempenho e etc);
  • Guia para configurar o processo de teste em uma empresa;
  • Guia para implantar o processo de teste em uma empresa;
  • Curso de treinamento em testes.
Vamos ficar de olho e conferir no site sobre estas mudanças. Um outro ponto interessante, é a existência de um fórum de discussões sobre testes. É uma ferramenta que deve ser usada por todos nós!

A palestra foi muito proveitosa e vou dar uma fuçada no site do 5CQualiBR!

Adalberto Crespo e o SPB.

Bom, amanhã trarei o restante das palestras do dia 23! O cansaço hoje está forte! Mas valeu a pena demais!
Confiram amanhã, abraços!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Começou!!! CInTeQ 2010

Começou o CInTeQ 2010! Estive hoje no Caesar Business Faria Lima acompanhando tudo sobre o evento!

Banner do CInTeQ 2010 no Caesar Business
O 1º Congresso Internacional em Testes e Qualidade de Software começou as 9 horas com a abertura de Osmar Higashi, da RSI, que passou um pouco sobre a história do Teste de Software e da BSTQB no Brasil. Higashi explicou a missão da BSQTB e anunciou que será lançada a certificação avançada do ISTQB no Brasil, com os seguintes níveis:

  • Gestão de Projeto de Testes
  • Testes Funcionais
  • Testes Tecnológicos
Com certeza uma excelente notícia para a comunidade de Testes! O Syllabus avançado já está no fim da sua tradução!

Higashi abrindo o CInTeQ 2010

A 2ª palestra do dia foi com o mineiro Eduardo Habib, profissional da Synergia e professor da PUC-MG. Eduardo nos trouxe uma excelente apresentação sobre Testes de Segurança em Aplicações Web. Um assunto cada vez mais atual. Gostei demais da palestra, pois o Eduardo nos mostrou alguns exemplos e muitas informações importantes, como um estudo da Universidade de Michigan, onde foi comprovado que 75% dos sites de bancos americanos tem alguma falha grave.

Eduardo indicou a ferramenta WebGoat, desenvolvida pela Owasp, que serve para "ensinar" aos profissionais como descobrir vulnerabilidades em sites da web. Encontrei um link em português, recomendo a leitura, clique aqui.

No final da palestra, Eduardo nos passou diversos plugins do firefox que servem para testes de segurança em web. 'FoxyProxy', 'Tamper Data', 'SQL Inject Me' são alguns dos exemplos. Prometo trazer um post especial sobre testes web mais para frente, inclusive com erros encontrados em grandes sites!

Eduardo Habib e a palestra sobre Testes de Segurança em Aplicações Web

Após os testes de segurança na web, tivemos o grande prazer da palestra de Rex Black, falando sobre o desafio dos Testes em Agile. Nunca trabalhei com Agile e apenas conheço o seu conceito, por isso acabei não aproveitando tanto a palestra, mas Rex Black foi muito bem, falou um pouco sobre o desenvolvimento ágil, e as melhores técnicas para teste:
  • Testes baseados em risco;
  • Testes automatizados - Teste de regressão funcional;
  • Teste reativo (Foco na reação do sistema)
Rex Black citou um paper de 1987, escrito por Fred Brooks, que fala sobre Complexidade: "Não existe a Bala de Prata". Vou pesquisar este paper e vou tentar trazê-lo na íntegra aqui.

A palestra terminou por volta das 13 horas e foi muito apreciada por todos, que aproveitaram o seu fim para tirar fotos e pedir autográfos ao americano.

Rex Black em sua palestra sobre Agile

Ele autografando o livro de uma "fã"

Após o almoço, tivemos a palestra com a belga Mieke Gevers, a respeito de Testes de Performance e como os seus resultados podem ser enganosos.
A palestra foi um pouco cansativa, pois a palestrando colocou muitos gráficos na tela e poucas pessoas no auditória dominavam este assunto.

Mieke Gevers e a sua palestra

A 5ª palestra do dia foi com o mineiro-goiano Emílio Silva de Castro, que é gerente de negócios da RSI de Brasília. Emílio falou sobre a especialização dos papéis em uma Fábrica de Teste.
Achei que o Emílio passou muito tempo falando sobre fundamentos de teste e acabou falando pouco sobre o foco da palestra. 

Emílio colocou a seguinte definição dos papéis para uma fábrica:

  • Gerente de Testes;
  • Engenheiro de Testes;
  • Revisor;
  • Executor de Testes;
  • Automatizador;
  • Técnico.

Grande parte destes papéis necessitam da experiência com testes, além de codificação, negócios, engenharia de software e algo que vejo poucos falando: Ortografia e gramática! Como é que alguém pode reportar uma falha no sistema, sendo que não sabe como descrever isto? Parabéns ao Emílio pela excelente colocação!

Por fim, Emílio citou um exemplo muito bom, com base na Seleção Brasileira da Copa de 2006. De nada adianta uma seleção com diversos craques e gênios, sendo que estes não jogam como um conjunto e não formam um time.

Emílio e os papéis em uma Fábrica de Testes

Por fim, tivemos a 6ª e última palestra do dia, com a Presidente da ASTQB (filial americana da ISTQB), Patricia McQuaid. Patricia nos falou sobre os desastres em softwares e o que podemos aprender com isto.

Ela utilizou os seguintes exemplos em sua apresentação:
A palestra foi muito interessante, pois abordou todos estes disastres e suas relações com o software. Apesar do cansaço de todos, após um longo dia, a palestra foi bem recebida.

Com o fim do 1º dia do CInTeQ, vou destacar alguns pontos "off":

  • Nota 10 para o Coffee-Break e para o almoço do hotel Caesar Business! Muito bom, tudo passou pela homologação do Analista de Teste que vos escreve! heheheh
  • O Mestre de Cerimônias Felipe matou a pau! Fez piadas, falou sobre a ética e humildade e nos divertiu após o almoço, bem na hora mais complicada do dia! Vou trazer um áudio com a nossa "Neuróbica" e umas histórias contadas por ele!
Infelizmente não levei a minha câmera para tirar mais fotos, pois a bateria do meu celular acabou e não consegui fotografar mais! Mas prometo que amanhã trarei melhores fotos!

Esta terça-feira promete, estou aguardando as palestras de Erik van Veenendaal e Naisawn Nader, que tem tudo para serem as melhores!

Estarei lá amanhã!

abraços a todos!

sexta-feira, 19 de março de 2010

CInTeQ 2010 - Aí vamos nós!!!

Começa segunda-feira, dia 22, o CInTeQ 2010, com as presenças de Rex Black, Dorothy Graham e Erik van Veenendaal!

O CInTeQ 2010 será realizado no Caesar Business Faria Lima, Rua Olimpíadas, 205 na Vila Olímpia, em São Paulo.

Estarei lá acompanhando o evento e vou tentar trazer o máximo de informações possíveis e de preferência diretamente do evento!

Para quem quiser saber mais sobre o CInTeQ, acesse o Site Oficial.

Boletim TesteNews

O pessoal da TestSoft lançou nesta semana a 3ª edição do "Boletim TesteNews". O Boletim contém 2 páginas e aborda mais de um assunto referente ao Teste de Software! Parabéns aos idealizadores pela iniciativa!


Segue abaixo o link para baixar os boletins:

Edição 3
Edição 2
Edição 1

Quem quiser receber o Boletim por e-mail, basta solicitá-lo através do seguinte endereço: testsoft@testsoft.com.br

sábado, 6 de março de 2010

9º Encontro ALATS - Impressões

Estive hoje no 9º encontro mensal promovido pelo pessoal da ALATS, no prédio da Globalcode, no Paraíso.

Este foi o 3º dos 9 encontros que participei. Anteriormente fui ao 3º encontro, onde tivemos a excelente palestra do Fábio Martinho sobre Testes de Performance. Voltei ao 5º encontro, onde o José Correia falaria sobre Virtualização do Ambiente de Teste. Devido a falta de tempo, vimos apenas uma apresentação do VirtualBox da Sun, rodando o linux Ubuntu sobre o Windows Vista....

Pois bem, o 9º encontro começou com um tempinho feio e chato em São Paulo, além de um trânsito já caótico antes das 9 horas (sim, aqui temos trânsito até no sábado pela manhã!)

Antes do ínicio da palestra, tivemos algumas palavras proferidas pelo José Correia da Alats, além da posse dos novos diretores regionais da associação.

Bem, tivemos duas partes de apresentação sobre o X-Zone, framework para testes, desenvolvido pelo Alexandre Bartié.

Achei a proposta bem interessante, principalmente porque alia processo e ferramenta em um mesmo lugar. Porém, como o palestrante Cláudio Schoeps disse, o framework ainda não está 100% e faltam muitas coisas.

Vou destacar alguns pontos positivos:

- 100% Nacional
- Opensource, ou seja, FREE!
- Idéia inovadora, não existe similar nacional!


Só que também existem os pontos negativos:

- Software Complexo (para utilização);
- Interface complicada;
- Suporte inexistente;
- Sem manual, tutorial ou algo parecido;
- Impossível de ser usado se auxílio!
- Poucos clientes (somente 3)

Infelizmente não gostei muito da palestra do Cláudio. Mas como ele é o único consultor de X-Zone no Brasil, vou dar uma colher de chá para ele!

Bom, para quem quiser conhecer mais, acesse o site do X-Zone e no QualidadeBR é possível ler mais sobre o Encontro!

A conclusão de hoje foi: Era melhor não ter saído da cama....

até a próxima, abraços!

Causos da Homologação

Certa época eu homologava uma retaguarda (ERP) desenvolvida na Espanha e que tinha como foco o mercado Português.

Quando este software chegou a nossa equipe, ele possuia erros absurdos, como botão "Fechar" que não fechava uma janela, diversos GPF´s (para quem não conhece, veja aqui) ao tentar cadastrar um formulário e etc.

Um dos erros que mais me deixou abismado, foi na questão ortografia.

Os espanhóis traduziram (ou pelo menos tentaram) o software de espanhol para português de Portugal, só que ocorreram alguns absurdos.....

Havia uma tela responsável pelo cadastro dos caixas do mercado. Na área de automação comercial, chamamos um caixa de PDV (Ponto de Venda) ou o seu significado em inglês (POS).

Esta tela possuía 4 denominações diferentes para a mesma coisa! Isso mesmo, QUATRO!!!

Em uma parte ela se referia a "Caixa". Na outra a "PDV" . Em outro ponto a "POS". E por último, o seu significado em espanhol "TPV".

Qual será a dificuldade da equipe de programação de equalizar estes termos?

Um BUG foi aberto para a correção destes erros, que acabaram sendo padronizados para "PDV".

Vou levantar outros absurdos que encontrei na época e trarei para o blog!

abraços

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Certificação CBTS / ALATS

Uma das minhas metas para 2010 é obter as certificações em Teste de Software da CTFL e CBTS.

Para quem não as conhece, CTFL é a certificação da BSTQB, inclusive eu prestei o exame em julho de 2009 e não passei. Acabei não focando nos estudos e achei que seria mais fácil, mas a prova tem 60 minutos de duração para 40 questões! É emoção pura! hehehe

CBTS é a certificação da ALATS e a sua prova será agora em 29 de maio. Conforme já li em alguns blogs, é uma prova mais tranquila, já que são 3 horas de duração e se eu não me engane, com 100 questões.

Para prestar este exame, é recomendado a leitura do livro "Base de Conhecimento em Teste de Software", da editora Martins Fontes. Já possuo o livro há bastante tempo e estou me programando para estudar firme nestes próximos 94 dias, ou 3 meses.

Vou elaborar um resumo de cada capítulo e trarei para vocês do Blog!

Vamo que vamo e boa sorte para mim! :D

domingo, 21 de fevereiro de 2010

9º Encontro Mensal: X-Zone - Framework de Teste Open Source

Vale a pena Conferir!!!


Data: 6 de março (sábado)
Horário
: 08:30 - 12:00
Local: Iterasys - Av. Paulista, 726 – Auditório – próximo a estação de metro Brigadeiro
Objetivo:
Aumentar o contato entre profissionais da área de Teste de Software e Garantia da Qualidade, bem como estimular a troca de conhecimentos, experiências e práticas de sucesso.

Tema do Encontro:
X-Zone

Conteúdo:

Apresentação do X-Zone e de suas funcionalidades. Trata-se de um framework de teste criado no Brasil por iniciativa do notório Alexandre Bartiê e distribuido como software de código aberto, em que profissionais e empresas podem baixar a ferramenta e utilizá-la gratuitamente, além de poder adaptá-la as suas necessidades.

Agenda:

08:30 Credenciamento e networking entre os participantes
09:00 Posse dos novos Diretores Regionais Adjuntos no mandato 2010
09:15 Claudio Schoeps - X-Zone
10:30 Coffee break e networking
11:00 Continuação da palestra
12:00 Encerramento

Palestrantes:
Cláudio de Vilhena Schoeps, graduado em Engenharia Eletrônica pela FAAP e especialização em Gestão Empresarial pela Business School São Paulo, com mais de 20 anos de atuação em desenvolvimento de sistemas, trabalhos realizados no Brasil e contratados pela Dinamarca, França e Alemanha para empresas dos setores Financeiro, Telecomunicações, entre outros. Atualmente, é responsável pela unidade de consultoria da Auditeste. Atuou como diretor das empresas Dataware, Flexsys e Simplify..

Inscrições:
- Não Associados: R$ 30,00
- Associados ALATS 15% de desconto

A participação na palestra Vale 3 PDTS para a renovação da CBTS
Reserve pelo e-mail sp@alats.org.br

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Referência Salarial para a área de Qualidade e Testes

Saiu na edição deste mês da Revista TI Digital (nº 12, tema "Contrata-se"), uma pesquisa oriunda do site Curriculum.com.br, sobre a média salarial nacional de algumas áreas de TI.

Conforme a pesquisa, um "Analista de qualidade de software / Analista de testes e qualidade" possui um salário médio de R$ 2.545,63 e o maior salário encontrado foi de R$ 6.000,00. 


Foram consultadas 124 experiências de 121 profissionais.

E aí, você está dentro do salário médio?

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Testes Exploratórios - Definições

Segundo o livro "Base de Conhecimento de Teste de Software", Teste Exploratório "é indicado quando existe pouca documentação para orientar os testes ou quando o prazo é tão curto que não é possível preparar um teste mais formal. É um teste executado a partir da experiência e da intuição do testador".
 
Conforme o SWEBOK, Teste Exploratório "é definido como uma aprendizagem simultânea, teste concepção e teste de execução, isto é, os testes não são definidos antecipadamente em um plano de testes, mas são dinamicamente projetados, executados e modificados. A eficácia do teste exploratório depende do conhecimento do engenheiro de software, que pode ser derivada de várias fontes: o comportamento do produto observado durante o teste, a familiaridade com a aplicação, a plataforma, o tipo de possíveis falhas e defeitos, o risco associado a um determinado produto, e assim por diante".
 
Pesquisando um pouco mais pela internet, encontrei estes 2 links interessantes:
 
 
O engraçado sobre o Teste Exploratório, é que muitos já o praticaram, mas poucos sabem sobre isso. Eu mesmo, quando entrei na empresa onde estou, precisei realizar os testes de um produto e juntamente com isto elaborar o Plano de Teste. Como não tinha experiência no produto e também não o conhecia, passei a "explorar" o software e registrar todos os testes realizados. Estava assim, realizando Testes Exploratórios sobre a aplicação.
 
Após esta breve explicação sobre este tipo de teste, vou trazer para vocês durante os próximos dias, o resultado do teste exploratório que realizei em meu novo celular e todos os defeitos encontrados! Vou enviá-los ao fabricante e espero ser atendido!
abraços!